Promover políticas públicas eficazes para a população de baixa renda de Penedo é prioridade do governo Ronaldo Lopes/João Lucas, trabalho que avança com mais uma iniciativa da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SEMASDH).

A pasta administrada por Ana Teresa Lopes está agilizando o Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica de Assistência Social (BPC LOAS) para pessoas idosas ou com deficiência, sem custo para os beneficiados que também recebem cesta básica.

Nesta terça-feira, 31, duas famílias em situação de vulnerabilidade social receberam a carta de concessão do BPC LOAS, garantia da renda mensal de um salário mínimo pelo resto da vida, benefício retroativo à data de solicitação que surpreendeu Clécia Santos Alves, sobrinha de Laudomiro dos Santos, idoso viúvo que reside sozinho no bairro Santo Antônio, desde o falecimento da esposa aposentada Maria Lourdes dos Santos.

‘Seu’ Laudomiro recebia o Auxílio Brasil e agora não depende mais da solução emergencial. “A gente não esperava que fosse sair tão rápido porque o prazo é de até 90 dias e eu dei entrada em 18 de outubro”, disse Clécia sobre o procedimento feito no CRAS do bairro Santo Antônio, agradecendo o empenho da Assistência Social, contendo o choro no momento da entrega do documento ao tio.

“O Viver Melhor auxilia pessoas idosas ou com deficiência permanente que moram em Penedo a conseguir o benefício. A gente faz todo o acompanhamento durante o processo, até que recebem a carta de concessão, isso sem custo nenhum para essas famílias. Este é o nosso trabalho, é a missão que o Prefeito Ronaldo Lopes nos deu e a nossa equipe não mede esforços para atender”, afirma a Secretária Ana Teresa Lopes.

Do Barro Vermelho, Ana Teresa e as assistentes sociais Themis Higino Oliveira e Leidy Ane Oliveira seguiram para o bairro Santa Cecília (Matadouro), onde os pais do pequeno Paulo também receberam a carta de concessão do BPC LOAS.

Josinete da Silva e Josean Santos perceberam as dificuldades do filho ao longo de cinco anos e recentemente receberam o diagnóstico de autismo do menino incluído no BPC, graças ao trabalho da Secretaria Municipal de Assistência Social, também com muita brevidade a partir da solicitação concluída com sucesso, expressada com gratidão dos pais.

O Viver Melhor atende pessoas com deficiência permanente, de qualquer idade, ou pessoa idosa, a partir de 65 anos, no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) ou na sede da SEMASDH, localizada ao lado da Escola Estadual Ernani Méro, próxima da Gruta do Largo de Fátima.

“Nós temos dois CRAS, o do Barro Vermelho e o do Oiteiro, onde as assistentes sociais fazem o atendimento, com avaliação social e da documentação da pessoa que está solicitando o benefício, além do nosso Plantão Social na sede da secretaria”, explica Leidy Ane Oliveira.

A SEMASDH  providencia o requerimento para BPC LOAS e o devido acompanhamento, com agendamento da perícia, até a finalização do processo de concessão do benefício pago pelo INSS.

Texto Fernando Vinícius 

Fotos Deywisson Duarte

Vídeo Ricardo Alves