Centenas de pessoas prestigiaram a noite de abertura do Festival de Coros do Penedo, evento promovido pela Secretaria Municipal de Cultura, Lazer, Esporte e Juventude (Seclej). Distribuído nas 400 cadeiras colocadas próximas do palco ou acompanhando à distância, o público aplaudiu os oito primeiros grupos de canto coral inscritos no evento.

Em sua 16ª edição, o Festival de Coros de Penedo ganhou novo impulso quando os organizadores decidiram levar as apresentações para espaços públicos abertos. “Sempre era nas igrejas, no Theatro Sete de Setembro, e a gente achava que o canto coral também deveria ir para as ruas e assim se aproximar de outros públicos porque o que acontecia era que só assistia quem também era coralista, em sua grande maioria”, explica Paulo César Silva, funcionário da Seclej Penedo e um dos responsáveis pelo evento.

Público prestigia abertura do Festival de Coros do Penedo (foto Fernando Vinícius)

Foi justamente na primeira gestão do Prefeito Március Beltrão que o Festival de Coros adotou o formato com apresentações fora de locais fechados. Em 2005, a Praça Frei Camilo de Lellis – situada em frente ao convento franciscano – foi escolhida como local para o evento. Com a requalificação do Largo de São Gonçalo, o festival mudou para o cartão postal revitalizado durante o governo que resgatou o Coral Vozes de Penedo.

O grupo mantido pela Seclej fez sua apresentação na noite dessa sexta-feira, 13, uma das oito atrações do festival aberto com apresentação do Quinteto de Cordas (Maceió-AL), acrescido de mais um músico na execução do repertório do evento que lota pousadas e hotéis da cidade.

Público prestigia abertura do Festival de Coros do Penedo (Foto Fernando Vinícius)

“Tem gente que veio de Aracaju e não encontrou mais local para ficar em Penedo, está hospedado em Neópolis”, informa Paulo César, explicando que o município arca com hospedagem de até 20 coralistas. “Nós temos aqui grupos com mais de 40 integrantes, com muita gente hospedada por conta própria. Até mesmo todo o grupo porque as vagas já haviam acabado durante as inscrições”.

Com repertório de canções populares, sacras e eruditas, o Festival de Coros do Penedo reserva até momentos inesperados. Uma das integrantes do grupo Nossa Música (Recife-PE) aproveitou o intervalo entre as canções para dizer sim ao pedido de casamento que havia recebido do noivo, também coralista pernambucano.

Coralista pernambucana disse sim ao pedido de casamento (Foto Roberto Miranda)

Ela explicou que ficou tão sensibilizada com o pedido feito durante em evento de canto coral realizada na cidade de Natal-RN que não conseguiu responder. Agora, sob as bênçãos do São Gonçalo Garcia dos Homens Pardos, o casal assumiu a união.

Neste sábado, 14, o Festival de Coros do Penedo volta ao palco para presentear penedenses e visitantes com músicas de ótima qualidade, inclusive de compositores locais. As músicas que receberam novos arranjos estão sendo gravadas no Theatro Sete de Setembro para registro em CD.

Por Fernando Vinícius – jornalista Decom PMP

Fotos Fernando Vinícius e Roberto Miranda