Penedo vai ganhar o Museu do Rio, centro de pesquisa, ensino e extensão 

Museu do Rio01As parcerias foram iniciadas em 2006, quando o processo de interiorização da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), chegou à Penedo com dois cursos.

Desde então, todo o Baixo São Francisco passou a ser beneficiado. Agora com cinco graduações (Turismo, engenharias de Pesca e Produção, Biologia e Análise de Sistemas), saindo de polo e se transformando em campus, mais um convênio, Ufal, Penedo e IPHAN, vai dotar o município de um moderno centro de pesquisa, ensino e extensão – Museu do Rio -, voltado para a conservação da diversidade biológica e cultural do Rio São Francisco.

O prédio às margens do Velho Chico, localizado na Rua Dâmaso do Monte, pertence ao Município. E o prefeito Marcius Beltrão recebeu nesta sexta-feira (28), em seu gabinete, a vice-reitora da Ufal, Raquel Rocha, o coordenador-geral do campus Penedo, Petrônio Coelho e o coordenador-geral do Festival de Cinema Universitário, Sérgio Onofre, para iniciar o processo de mais uma parceria.

“Buscamos com a parceria transformar o local em um espaço cientifico e de pesquisa, de estudo da biodiversidade do São Francisco. Penedo vai ganhar, os estudantes das redes públicas e privadas também vão ganhar um espaço interativo. Toda a região será beneficiada com um espaço de sensibilização pública para as ciências. E o local é perfeito para abrigar o Museu do Rio”, explicou a vice-reitora da Universidade Federal de Alagoas, Rachel Rocha, ao conhecer o local.

Marcius Beltrão comemorou a aprovação do prédio onde abriga à sede do Capespe e um restaurante, pela comitiva formada pelos professores da Universidade.

“O nosso sonho em ter uma universidade pública foi concretizado em 2006. E desde então, as parcerias foram se tornando uma constante em nossa cidade. E agora, mais uma, que vai beneficiar todo o Baixo São Francisco. O Museu do Rio vai proporcionar o acesso da comunidade estudantil a temas relacionados ao São Francisco. Além dos vários ganhos, vai contribuir com a aproximação, universidade e sociedade, com o ensino e conservação da biodiversidade do Rio. Agradeço as parcerias iniciadas ainda com a reitora Ana Deise Dória e prosseguida com o reitor Eurico Lôbo Filho. E sempre apoiando, presente nestas ações, o IPHAN através do Mário Aloisio ”, enfatizou o prefeito de Penedo, Marcius Beltrão.

O Museu do Rio pretende ser um espaço de pesquisa, extensão e ensino. O local aprovado pela comitiva da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) é de propriedade do Município e fica localizado na Rua Dâmaso do Monte. Atualmente, funciona um restaurante no piso inferior. E no superior, à sede do Clube Penedense de Pesca e Arremesso (Capespe).

Uma Viagem ao Longo do Curso do Velho Chico: vai levar ao público através da ciência, atividades lúdicas, didáticas e interativas, a biodiversidade do Rio da Unidade Nacional. O Museu do Rio vai contar com exposições permanentes, transitórias, aquários e coleções científicas.

O encontro no gabinete do prefeito, com visita ao imóvel, além das presenças da vice-reitora da Ufal, Raquel Rocha, do coordenador-geral do campus Penedo, Petrônio Coelho e do coordenador-geral do Festival de Cinema Universitário, Sérgio Onofre, contou ainda com os secretários de Governo e Infraestrutura, Bili Marques e Valmir Lessa, e do presidente da Câmara Municipal de Penedo, Júnior Figueiredo.