Neste 20 de Novembro se comemorou o Dia da Consciência Negra e na Escola Municipal de Educação Básica Professora Helena de Oliveira Carvalho, localizada no Conjunto João Moraes Lopes (Cohab), em Penedo, os estudantes tiveram mais conhecimento da história do período escravocrata no Brasil, a abolição da escravatura tendo como personagem principal a Princesa Isabel.

Com a participação do Grupo de Capoeira Mandingueiro nas ações da escola neste Dia da Consciência Negra, o Mestre Bentinho explicou aos estudantes que a capoeira é uma expressão cultural brasileira que mistura arte marcial, esporte, cultura popular, dança e música. Ele lembrou que a arte foi desenvolvida no Brasil por descendentes de escravos africanos e é caracterizada por golpes e movimentos ágeis e complexos, utilizando primariamente chutes e rasteiras.

Participando das ações e muito entusiasmada com a participação da garotada, a diretora da unidade de ensino, professora Daniele Lima Dantas Teodoro que sempre tem motivado os estudantes à prática da leitura através de momentos lúdicos, se mostrou imensamente grata pelas parcerias que tem na escola.

No final das atividades foi servido um reforçado cachorro quente aos novos capoeiristas e conhecedores da cultura afro, que aprenderam neste dia que relembra a morte de Zumbi dos Palmares, algo maior que apenas uma data, mas que todos os dias é dia de ser consciente para juntos construirmos um mundo mais fraterno e melhor para todos.