Durante evento que discutiu a judicialização da saúde mental na Escola de Governo da Procuradoria Geral do Município de Penedo, o Secretário de Saúde Pedro Madeiro, anunciou que o município contará nos próximos meses com a implantação de um Centro de Apoio Psicossocial para Álcool e Drogas, os conhecidos Caps AD.

Em sua fala de abertura, Pedro Madeiro lembrou que a família tem um papel central no cuidado dos portadores de sofrimentos químicos psíquicos. “Depois do advento da Reforma Psiquiátrica (2001), que preconizou que os tratamentos sejam feitos em serviços abertos,  o atendimento em Penedo funciona em rede com os demais serviços públicos de saúde e sempre com a participação dos familiares” informou o secretário de saúde.

Durante o evento a psicóloga Laeuza Lúcia Farias, que representou na ocasião o Conselho Regional de Psicologia, lembrou que o município de Penedo já havia sido contemplado com um Caps AD, sendo que a gestão anterior ao prefeito Marcius Beltrão, fez questão de devolver o recurso, documentando, inclusive na época, que não tinha nenhum interesse na implantação do serviço, justificando que uma ONG já prestava atendimento aos viciados em álcool e drogas.

O prefeito Marcius Beltrão ressaltou a importância da implantação do Caps AD em Penedo, reafirmando o compromisso social da gestão no desenvolvimento de políticas públicas preventivas, atuando no maior alcance de indicadores positivos que elevem a qualidade de vida da população.

“Lutar contra um monstro invisível é algo que muitas famílias têm feito quando o vício se estabelece nos lares. Vamos juntos, em rede, promover os serviços necessários para ampliar em nossa região o atendimento para aqueles que mais precisam de atenção quando pelo vício muitos lhes viram as costas”, disse o prefeito Marcius Beltrão.

O que é um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS)?

Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) nas suas diferentes modalidades são pontos de atenção estratégicos da RAPS: serviços de saúde de caráter aberto e comunitário constituído por equipe multiprofissional e que atua sobre a ótica interdisciplinar e realiza prioritariamente atendimento às pessoas com sofrimento ou transtorno mental, incluindo aquelas com necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas, em sua área territorial, seja em situações de crise ou nos processos de reabilitação psicossocial e são substitutivos ao modelo asilar.