Teve início na tarde dessa segunda-feira (14,) as ações desenvolvidas pela Prefeitura de Penedo, relacionadas ao Dia nacional de combate ao abuso e a exploração sexual contra crianças e adolescentes, 18 de maio. A abertura ocorreu no Theatro Sete de Setembro, com uma mostra áudio visual sobre o tema, com a exibição das produções desenvolvidas por alunos das escolas municipais de Penedo.

Participaram do evento: Professores da rede municipal de ensino, coordenadores  e profissionais da Semthas, (Secretaria municipal do Trabalho, habitação e assistência social) e do Creas (Centro de Referencia especializada em Assistência Social), o coordenador de planejamento Vinícius Barbosa,   a Secretaria Maria Izabel Ernesto Bezerra Cabral, conselheiros tutelares, entre outros.

Os alunos das Escolas municipais Barão de Penedo, Douglas Aprato Tenório, Irmã Jolenta e Santa luzia criaram produções que alertaram  para essa problemática,   demostrando domínio do tema e alertando para a importância de denunciar qualquer caso de abuso ou exploração sexual contra crianças e adolescentes, por meio do Disk 100.

Também abordaram em suas produções áudio visuais, as consequências que o abuso e a exploração sexual provocam em suas vitimas, na qual a grande maioria das ocorrências é praticada por pessoas próximas.

As autoridades presentes destacaram a importância do combate a esses crimes e também as diversas ações que assegurem a proteção aos direitos das crianças e adolescentes. Também citaram o caso da menina Araceli, que motivou a criação do Dia Nacional de combate ao abuso e a exploração sexual. A menina que tinha apenas 8 anos,  foi estuprada e morta em 1973, no Estado do Espirito Santo. Apesar da grande repercussão midiática, o caso permaneceu sem solução.

O Coordenador de Planejamento da Semthas, Vinicius Barbosa agradeceu as escolas municipais, ao Creas e a todos os envolvidos no debate desse tema de extrema importância e destacou a necessidade das vitimas denunciarem seus abusadores por meio do Disk 100, na qual tudo ocorrerá de forma segura e sigilosa, devendo também toda a comunidade participar do combate a essa pratica criminosa. Também ressaltou o cuidado que as crianças e adolescentes devem ter no uso do celular e redes sociais, devendo sempre ser monitorados, já que essas tecnologias  também podem ser usados por pessoas mal intencionadas.

Na próxima quarta-feira 16, a programação continua com o Fórum Municipal Faça Bonito, que também ocorrerá no Theatro Sete de setembro, com inicio as 8h30, na qual serão debatidas ações de combate ao abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes, buscando formas de intervir e fortalecer a rede de proteção.