Sondagem04q

 

Nesta quarta-feira (12), o prefeito de Penedo, Marcius Beltrão, foi até a margem sergipana do Rio São Francisco para acompanhar e entender o processo de sondagem do projeto executivo da ponte que deve ligar os estados de Alagoas e Sergipe, entre os municípios de Penedo e Neópolis.

O projeto foi contratado após licitação realizada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf). A previsão de conclusão dos estudos técnicos é para o mês de outubro deste ano.

“Por anos se falou na construção de uma terceira ponte no Baixo São Francisco. Essa localizada em Penedo. Mas, durante anos, ninguém brigou sequer pelos estudos técnicos, para depois, lutar, captar recursos em Brasília para tornar realidade o sonho dos moradores do Litoral Sul. O primeiro passo está sendo concluído. O projeto executivo segue em ritmo acelerado, em sua última etapa, agora dento do Velho Chico. Com isso, vamos correr para Brasília, na companhia do governador Renan Filho, para captar recursos e tornar nosso sonho realidade”, garantiu o prefeito de Penedo.

Os estudos técnicos para a obra foi financiado com recursos da União, por meio de emendas parlamentares do então deputado federal Renan Filho e do senador da República Renan Calheiros. Cada um disponibilizou de sua cota de emendas anuais R$ 1 milhão. A licitação para contratar a empresa para elaboração do projeto foi de responsabilidade da Codevasf.

“A terceira ponte do Baixo São Francisco vai sair entre Penedo e Neópolis. Possuímos vários requisitos, entre os quais, grande potencial turístico. O vão da ponte aqui é bem menor que a foz. A estrutura aqui é bem maior, que na outra região que o estado vizinho deseja. Possuímos bancos, hotéis e pousadas, o maior comércio da região. E os estudos da ponte entre Penedo e Neópolis estão sendo totalmente custeados pelo Governo Federal, sendo aprovados pela Codevasf. Além de tudo isso, o benefício econômico para esse local é bem maior. Então, a briga vai ser grande, mas a vitória pela concretização desse sonho antigo vai ser dos penedenses e neopolitanos”, concluiu Marcius Beltrão.

Última etapa

O processo de sondagem marítima consiste em fazer furos de até 40 metros abaixo da lâmina d’água do Rio São Francisco, com o objetivo de detectar os prováveis locais para as futuras fundações da estrutura de sustentação da ponte. Estão sendo realizados furos marítimos no Rio, entre Penedo no estado de Alagoas e Neópolis, no estado vizinho de Sergipe.

Estiveram acompanhando os trabalhos de sondagem, além do prefeito Marcius Beltrão, o vice-prefeito Ronaldo Lopes, os secretários de Obras e de Governo, Valmir Lessa e Bili Marques. E ainda, os vereadores Júnior do Tó e Messias da Filó.